sábado, janeiro 24, 2009

“Wrap & turn” ou “Short-row”

Como me apercebi que para algumas iniciantes no tricô (e não só) a técnica de “wrap & turn” ou “short-row” (utilizada, por exemplo, na boina Urchin - tradução aqui) é um pouco difícil de perceber, vou tentar explicar como eu faço.
Com o trabalho do lado do direito: a seta fina indica o sentido do trabalho, o círculo amarelo assinala a malha que se vai embrulhar (“wrap”):

Because I've realized that for some knitters this technique (used, for example, in Urchin beret) is not very easy of understanding, I will try to explain how I do.
The work is on its right side, the thin yellow arrow showing the work’s direction, yellow circle showing the stitch that will be wrapped:


Apesar de se dizer “wrap & turn”, eu primeiro viro (“turn”) e depois é que embrulho (“wrap”) a malha, o resultado é o mesmo.
Viro o trabalho, reparem como a agulha com a seta amarela está agora do lado esquerdo:

Despite of being “wrap & turn”, I first turn than I wrap the stitch, but in the end the result is the same. Turn the work, look how the needle with the thin yellow arrow is now on the left side:

Agora passo o fio em volta da malha, embrulhando-a:

Now I pass the yarn around the stitch, wrapping it:

Repõe-se a malha embrulhada na agulha onde estava, sem a tricotar:
Put the wrapped stitch in the needle where it was before, without knitting:

Continuar a tricotar no sentido da seta verde. Manter o fio atrás ou passá-lo para a frente do trabalho, consoante se estiver a tricotar em meia ou em liga, respectivamente.
Com esta técnica, não se tricotam todas as malhas de uma volta (daí o nome “short row” – “carreiras curtas”) porque se volta o trabalho antes de chegar ao fim da volta. Ao embrulhar a malha de transição evita-se que se crie um buraco.
A utilização desta técnica permite aumentar o tamanho numa parte específica do trabalho.

Keep working in this direction (green arrow). Keep the yarn on the back or bring it to the front of the work, as if you’re knitting or purling.
In this technique we don’t knit all the stitches of a row (hence the name short-row) because we turn the work before we get to the end of the row. By wrapping the stitch we avoid making a hole. This technique allows us to augment the size in a specific part of the work.

12 Comments:

Anonymous Bárbara said...

Obrigada Celina! És mesmo um amor em nos dares estas explicações.
Como te disse no outro post, já consegui descobrir como se faz o short row, e esta semana já fiz 2 boinas, para principiante até que correu bem... Vou pôr fotos no meu blog, depois passa por lá!
Aliás , posso-te dizer que só comecei há cerca de 2 meses e estou totalmente viciada no tricot!!!
E tenho aprendido imenso aqui no teu blog.
Beijinhos,

Bárbara

25/1/09 22:11  
Anonymous Bárbara said...

Obrigada Celina! És mesmo um amor em nos dares estas explicações.
Como te disse no outro post, já consegui descobrir como se faz o short row, e esta semana já fiz 2 boinas, para principiante até que correu bem... Vou pôr fotos no meu blog, depois passa por lá!
Aliás , posso-te dizer que só comecei há cerca de 2 meses e estou totalmente viciada no tricot!!!
E tenho aprendido imenso aqui no teu blog.
Beijinhos,

Bárbara

25/1/09 22:12  
Blogger Ana Carina said...

ESPECTACULAR!!!

Estou sempre a aprender coisas novas de tricô contigo!

Como já disse...sinto-me mesmo tentada em fazer uma boina destas...qq dia, faço mesmo!

Beijinhos

26/1/09 00:12  
Anonymous Mamã Martinho said...

Tu és um espanto! De certeza que muitas pessoas já te estão a agradecer!

Bjs

Mónica

27/1/09 15:57  
Blogger cardos said...

És incrível quando explicas as técnicas. Muito obrigada!

28/1/09 22:02  
Blogger Tany said...

Utilizei esta técnica uma vez apenas, no meu Bolero Gedifra! As tuas explicações são excelentes e tenho a certeza que ajudarão muitas tricotadeiras!

Bjs

29/1/09 14:06  
Anonymous Ana Maria said...

Obrigada pelas explicações. Assim foi mais facil fazer uma Ulrich.

Já agora, nunca fizeste meias? tens alguma receita daquelas em que os mates ficam na parte lateral do calcanhar? enconto receitas das outras mas dessas nada.
Obrigada
Bons trabalhos

29/1/09 17:50  
Anonymous Ana Maria said...

Obrigada pelas explicações. Assim foi mais facil fazer uma Ulrich.

Já agora, nunca fizeste meias? tens alguma receita daquelas em que os mates ficam na parte lateral do calcanhar? enconto receitas das outras mas dessas nada.
Obrigada
Bons trabalhos

29/1/09 17:50  
Blogger Celina said...

Ana Maria: Já tenho feito meias mas confesso que não sigo receita e tenho feito um pouco a olho. Mas estou a ver se faço umas como deve ser e publico a receita. É só aguardar.

31/1/09 17:53  
Blogger Regina said...

Oi Celina obrigada pela dica para evitar os buraquinhos, sempre ficava pensando um jeito de evitar, agora já sei. bjss

23/2/09 23:33  
Blogger Madrilena said...

olá Celina
seu blog é muito legal, alem de bonito, bem feito, traz informações muito úteis ...
este passo a passo das carreiras encurtadas me foi de grande ajuda
te agradeço muito ...
abração e obrigada
Heloisa

24/7/09 23:44  
Anonymous Regina Osborne said...

Olá, Celina... Sou brasileira, moro na Austrália e AMO Portugal! Meus avós paternos eram dessa terra linda! Já estive aí 2x e quero ainda voltar muitas outras mais. Bom, eu cheguei até aqui pq apesar de saber fazer tricô legal, (método do W & T, inclusive) o que está me tirando do sério é pq ao terminar o "morrinho" do calcanhar e ao juntar este com as outras malhas à espera na agulha circular (magic loop method), fica sempre um BURACO/gap em um dos lados onde as pontas das agulhas se encontram! Vc. tem alguma dica ou uma receita perfeita que explique esse encontro de todas as malhas pra evitar isso? Ah, é para as meias no formato toe-up, só essas me interessam, ok?

Grande abraço pra vc. e desde já agradeço.
(rca_osborne@arach.net.au)

5/11/11 06:39  

Enviar um comentário

<< Home